Conselho Editorial

O Conselho Editorial da Associação da Imprensa de Pernambuco é um colegiado autônomo, vinculado diretamente a presidência da AIP. Ele tem a finalidade de receber, analisar e aprovar apoios para publicação via Editora AIP.

Foi idealizado em 1975, com a publicação do livro de crônicas “O sábado e o curió”, de Luís Aiala. Ao longo dos últimos anos cerca de 100 títulos foram publicados.

Conselho Editorial:

Editor: Múcio Aguiar

Editora: Sylvana Brandão

Membros consultores:

CRITÉRIOS PARA RECEBIMENTO E APRECIAÇÃO DE ORIGINAIS PELO CONSELHO EDITORIAL

I – Os originais de livros submetidos à AIP, exceto aqueles que a Diretoria considera projetos da própria Editora, são analisados pelo Conselho Editorial, que delibera a partir dos seguintes critérios:

1. Contribuição relevante ao jornalismo e à cultura.

2. Sintonia com a linha editorial da AIP, que privilegia:

a) A edição de obras inéditas, em português, com relevância para o jornalismo e para a cultura nos vários campos do conhecimento, suscetíveis de serem apreciadas pelo leitor e que preencham os seguintes requisitos: originalidade, correção, coerência e criatividade;

b) A reedição de livros técnicos de qualquer área ou obras literárias de qualquer gênero,consideradas fundamentais para a imprensa e ao patrimônio cultural;

3. O Conselho pode acolher tese ou dissertações, desde que estas contemplem a ampliação do universo de leitores, visando a democratização do conhecimento e que sejam feitas as modificações necessárias à edição.

II – Atendidos tais critérios, o Conselho emitirá parecer sobre o projeto analisado, que será comunicado ao proponente, cabendo aos Editores decidir sobre a publicação.

III – Os textos devem ser entregues em duas vias, em papel A4, conforme a nova ortografia, em fonte Times New Roman, tamanho 12, com espaço de 1,5, sem rasuras e contendo, quando for o caso, índices e bibliografias apresentados conforme as normas técnicas em vigor.

IV – Serão rejeitados textos que atentem contra a Declaração dos Direitos Humanos e fomentem a violência e as diversas formas de preconceito.

V – As cópias devem ser encaminhadas à Presidência da AIP, para o endereço indicado a seguir, sob registro de correio ou protocolo, acompanhados de correspondência do autor, na qual informará seu currículo resumido e endereço para contato.

VI – As cópias apresentadas para análise não serão devolvidas.